fbpx

Conheça as tecnologias e ferramentas usadas nos produtos da Wuzu

Os produtos da Wuzu revolucionaram o mercado de ativos digitais oferecendo alta performance, mínima latência, segurança e custo operacional reduzido. Para chegar a esse patamar, a empresa fundada em 2017 em Curitiba se sustentou em tecnologias de ponta.

Nesse sentido, confira, neste conteúdo, as principais tecnologias, ferramentas e conceitos adotados pela Wuzu para garantir soluções robustas no mercado. Se você gosta de desafios, é uma boa oportunidade para pessoas desenvolvedoras que desejam trabalhar na área.

Mas antes é bom lembrar que a Wuzu oferece ao menos cinco produtos ao mercado, todos eles focados em soluções de infraestrutura para negociação. Além disso, estamos falando da primeira empresa capaz de conectar diferentes exchanges na mesma matching engine.

Afinal, a proposta é contribuir para a facilidade de acesso de todos os investidores às soluções digitais, além de fazer com que o empreendedor tenha um produto digital em pleno funcionamento dentro de duas horas após o início dos trabalhos.

Fintechs seguem ritmo de crescimento

Antes de começar a tratar das tecnologias usadas nos produtos da Wuzu, é interessante ressaltar o crescimento das fintechs. Essas empresas e startups oferecem serviços financeiros (“fin”) com alta tecnologia (“tech”) para o consumidor final.

Segundo uma pesquisa do Radar Fintechlab realizada entre junho de 2019 e agosto de 2020, o número de empresas do gênero cresceu 28% no Brasil. Portanto, a quantidade de fintechs passou de 604 para 771.

A maioria das fintechs atua no setor de pagamentos e cashback. Seguindo esse perfil, elas também devem apresentar soluções que conquistem a confiança do usuário, como resiliência, agilidade e segurança na utilização.

Wuzu opta por soluções de alta escalabilidade

A Wuzu atua, basicamente, com tecnologias que permitem bons resultados e alta escalabilidade, oferecendo soluções modulares e ágeis.

Seguindo esse raciocínio, veja as tecnologias adotadas atualmente na fintech:

  • Rust
  • .NET Core
  • TypeScript
  • React
  • Postgres
  • RabbitMQ
  • Terraform
  • Kubernetes

A seguir, conheça mais detalhadamente um resumo de cada uma delas e a sua contribuição.

Rust

A linguagem Rust foi desenvolvida em 2010 pela Mozilla Research com o objetivo de auxiliar o processo de desenvolvimento, com aplicações seguras, ágeis e que prevenissem falhas de segmentação.

Assim, as pessoas desenvolvedoras que já atuam com linguagens em C conseguem boa desenvoltura com o Rust. Ela é multiparadigma e tem fácil aprendizagem, boa confiabilidade e alta performance.

Empresas como Mozilla, Cloudflare e Dropbox também utilizam o Rust, devido às suas funcionalidades.

.NET Core

Quando falamos da linguagem .NET, temos que lembrar que se trata de um framework livre e de código aberto para os sistemas Windows, macOS e Linux. Na prática, ela é uma sucessora da .NET Framework. Contudo, a diferença é que, mesmo que ambas sejam desenvolvidas pela Microsoft, o Core conta com a ajuda da comunidade.

E, nesse sentido, o .NET Core é independente do .NET Framework, conseguindo um bom desenvolvimento modular, com contribuição open-source e os fundamentos da .NET Framework.

TypeScript

A TypeScript não é, necessariamente, uma linguagem nova, mas, sim, um superconjunto do JavaScript. Ela foi criada pela Microsoft com o objetivo de melhorar as atuais funcionalidades disponíveis no JavaScript.

Portanto, é possível construir códigos com ótima arquitetura, aplicar padrões de projeto e outras práticas. Assim, pode-se dispor de recursos que suportam melhor o uso de POO (Programação Orientada a Objetos), o que não acontecia com o JavaScript.

React

Outra linguagem usada no Front-end e muito associada ao JavaScript é o React. Pode-se dizer que o React é uma biblioteca JavaScript eficiente e bastante flexível para criar interfaces de usuário.

Quando voltamos à história dessa tecnologia, vemos que ela foi criada em 2011, sendo utilizada no Facebook, mas passando a ter seu código aberto em 2013, aumentando assim o seu uso.

Portanto, para o developer que quer se aprofundar em React, é interessante, primeiramente, ter bons fundamentos de JavaScript, além de CSS e HTML. Aliás, ela é uma tecnologia bastante difundida.

PostgreSQL

Parte da condição de robustez dos produtos da Wuzu tem a contribuição do PostgreSQL. Basicamente, ele é uma tecnologia relacionada a gerenciamento de bancos de dados. Seu uso tem crescido fortemente nos últimos anos, devido à compatibilidade com outras linguagens.

Devido aos seus padrões de conformidade, o PostgreSQL ajuda a construir bancos de dados otimizados, sendo ideal para plataformas com alto volume de acessos simultâneos.

RabbitMQ

O RabbitMQ é um programa de mensagens open-source amplamente utilizado. Isso porque ele permite lidar com mensagens de forma rápida e confiável.

Basicamente, a tecnologia pode ser implantada em empresas e em nuvem com fácil aplicação. Como os produtos da Wuzu são focados em soluções em nuvem, o RabbitMQ foi bem absorvido.

Portanto, entre as suas aplicações, está possibilitar mensagens assíncronas, soluções em nuvem, bem como gestão e monitoramento precisos.

Terraform

O Terraform também é uma ferramenta que permite o gerenciamento em nuvem. Tem código aberto e uma linguagem simples e declarativa.

Sendo assim, na sua versão 0.10, ele foi dividido em vários plugins, que podem ser baixados conforme a necessidade do código usado pela pessoa desenvolvedora.

Kubernetes

Inicialmente, o Kubernetes foi criado pelos desenvolvedores do Google, procedendo o Borg, que é uma plataforma interna. Em síntese, ele é uma plataforma de código aberto que visa automatizar as operações dos containers Linux.

Portanto, os hosts executados nos containers podem ser agrupados em clusters e gerenciados com facilidade pelo Kubernetes. Sendo assim, os hosts podem vir de nuvens públicas, privadas ou híbridas. Aliás, o Kubernetes é a plataforma mais indicada para a hospedagem de soluções nativas em nuvem.

 

Aproveitando para concluir os tópicos deste artigo, é interessante conhecer as linguagens, as ferramentas e os conceitos usados na criação dos produtos da Wuzu, a fim de aprimorar seus conhecimentos e, quem sabe, somar seu talento à fintech.

Portanto, a Wuzu já atua em soluções para instituições financeiras e exchanges, mas está buscando a ampliação da sua atuação visando alcançar novos mercados.

É aí que se encontra uma boa oportunidade para as pessoas desenvolvedoras que desejam encarar novos cenários e desafios no universo das fintechs.

E, por falar nisso, a Wuzu tem aberto novas oportunidades remotas e parcialmente remotas para developers de todos os níveis de experiência. Sendo assim, acompanhe as vagas no perfil da empresa na Coodesh, que presta assessoria especializada na contratação de talentos tech.

Clique no link e saiba mais. 

Se inscreva em nossa NEWS LETTER

CONHEçA NOSSAS Redes Sociais:

A Wuzu cria e oferece suporte a projetos de ativos digitais desde 2017. Nosso conjunto de produtos é modular e de fácil configuração, possibilitando a execução de uma solução completa em cerca de 2 horas.

Em Uma Semana Seu MVP estará no ar!