janeiro 15, 2020

A era dos STO’s ( Security Token Offering) começou!

2020 chega e os comentaristas de criptografia produzem inúmeras previsões, um tema consistente é o fato de a maioria estar chamando 2020 de o ano em que os STO’s, realmente decolam.

O primeiro Bitcoin do mundo foi criado há 10 anos este mês.

Desde então, a criptomoeda tem andado bastante, sobrevivendo a enormes oscilações de preços, hackings e intenso escrutínio. Os altos e baixos do Bitcoin ajudaram o ativo a passar de um conceito incompreendido para um item básico nas finanças modernas. Embora ainda seja considerado um bebê, o Bitcoin é uma criança revolucionária que abalou o mundo da tecnologia, das finanças e da maneira como conduzimos negócios. Abriu inúmeras oportunidades nunca antes imaginadas há pouco mais de uma década atrás.

A mais recente inovação no ecossistema de criptografia são os tokens de valores mobiliários , que foram um tópico central ao longo de 2018, e trará mudanças sísmicas no mercado de capitais. Os  STO’s começaram a decolar em 2019 e será cada vez mais usado por empresas e instituições para entrar no vagão da economia digital. Prevê-se que 2020 seja o ano mais significativo no setor de economia digital desde o início do Bitcoin.

O futuro da propriedade e negociação de ativos está aqui

Começaremos a ver uma mudança de paradigma em relação à propriedade de ativos e à maneira como ela é negociada. Os STO’s permitem que os títulos tradicionais sejam divididos em tokens com o apoio de um ativo do mundo real, removendo as trocas de intermediários tradicionais ao entrar no ecossistema blockchain. A propriedade de um ativo subjacente estará vinculada, por lei, a um token digital em uma rede. Ações, títulos e contratos de investimento estarão legalmente vinculados às linhas de código e fornecerão direitos financeiros ao proprietário, por exemplo, direitos de voto, direitos de participação nos lucros, direitos de resgate, patrimônio e dividendos.

Security Tokens consumirão finanças

Embora as criptomoedas e as ICO’s tenham tido um ano ruim em 2018, a expectativa entre os insiders é que os  STO’s aumentem de estatura em 2019, impulsionados por uma onda de interesse de grandes empresas e instituições financeiras.

Os sinais de que grandes players financeiros entrarão em criptografia em 2019 foram cada vez mais próximos nos últimos meses. Em novembro de 2018, foi relatado que a NASDAQ, a segunda maior bolsa de valores do mundo em capitalização de mercado, começaria a permitir a negociação de futuros de Bitcoin em 2019. Também foi relatado que a NASDAQ começará em breve a negociar com trocas de ativos digitais, permitindo a negociação de ações tradicionais por meio de STOs.

Um atalho para negociar ações listadas na NASDAQ por meio de STO’s

A DX.Exchange informou que lançará uma plataforma que permitirá a compra de tokens que representam ações de empresas listadas na NASDAQ. Essa iniciativa inovadora permitiria, supostamente, que uma parte da empresa fosse apoiada por uma segurança digital e, portanto, lhe desse a capacidade de ser fracionada e vendida no mercado secundário. Portanto, todo investidor terá direito aos mesmos dividendos em dinheiro. Eles não estariam comprando a propriedade das ações diretamente, mas a compra de tokens que representam ações de uma empresa.

Apesar de ser um grande salto para essa nova tecnologia, a iniciativa DX carece de alguns aspectos relevantes para o setor de valores mobiliários. A confiança é um dos pontos mais altos, a custódia dos ativos negociados em sua plataforma ficará a cargo de uma pequena corretora / negociante sediada em Chipre; esse ponto será um grande desafio para que eles traga confiança para seus investidores. Outro ponto importante é a infraestrutura verticalizada de suas operações, não é assim que o mercado financeiro funciona e potencializa os riscos do sistema.

Tecnologia Blockchain mudará as negociações no mercado de ações

O Blockchain pode ser a resposta para problemas de transparência, confiança e interoperabilidade nos sistemas de mercado atuais. Pode tornar as bolsas de valores muito mais ideais por meio da descentralização e automação. Isso pode ajudar a reduzir os enormes custos alavancados aos investidores em relação a comissões, ao mesmo tempo em que acelera o processo para acordos rápidos de transações.

Os participantes do mercado de ações, como traders, corretores, reguladores, precisam passar por um processo complexo que pode levar dias para concluir as transações, devido ao papel de alguns intermediários. O Blockchain simplifica esse processo por causa de sua descentralização e automação. Isso pode ajudar os participantes a reduzir os altos custos e acelerar o processo para transações rápidas.

A natureza sem fronteiras e ininterrupta da blockchain traz enormes vantagens para os comerciantes e as empresas. As transações podem ser realizadas 24 horas por dia, 7 dias por semana. Os traders podem comprar ou vender frações de uma ação, o que se traduz em maior liquidez e acesso a um grupo muito maior de investidores, especialmente a indivíduos estrangeiros que, de outra forma, teriam dificuldade em operar nos mercados de ações internacionais.

O próximo ano promete ser quando a tecnologia blockchain e as criptomoedas deixarem sua marca permanente na economia global. Com os STO’s, em destaque, a Wuzu está acompanhando e lançará projetos e parcerias interessantes dentro do movimento de STO’s. Para começar o ano com um estrondo, anunciaremos em breve nossa própria solução para negociação no mercado de ações por meio da blockchain com uma camada de confiança e segurança desconhecida no setor. Fique ligado!

Se inscreva em nossa news letter

Não perca nossos conteúdos semanais sobre os mais diversos assuntos.